TÉCNICO DE QUÍMICA

Encontre uma escola

Área: Química Unidade: ESCOLA SENAI "MARIO AMATO"
Av. José Odorizzi, 1.555 - Assunção | São Bernardo do Campo CEP: 09861-000
Telefone: 11 4344-5000 Site: http://www.sp.senai.br/meioambiente E-mail: senaimarioamato@sp.senai.br

Duração: 1245 horas

Datas do Curso: Turmas já iniciadas - Consulte a escola para novas vagas ou acompanhe o processo seletivo: www.sp.senai.br/processoseletivo

Resumo

O Curso Técnico de Química tem por objetivo habilitar profissionais na gestão de processos laboratoriais e industriais da área química e no desenvolvimento de produtos e serviços, zelando por padrões de qualidade e pela integridade de pessoas, do meio ambiente e das instalações.

Programação do Curso

Comunicação Oral e Escrita
Fundamentos Técnicos e Científicos
1. Ler e interpretar textos técnicos. (69)
2. Saber pesquisar em meio físico e virtual (3)
3. Utilizar recursos computacionais, inclusive internet (34)
4. Saber argumentar com objetividade (30)
5. Comunicar-se oralmente e por escrito (50)
6. Utilizar editor de texto (2)
7. Elaborar textos técnicos (6)
8. Pesquisar inclusive em meio eletrônico (2)
9. Elaborar relatório, inclusive com recursos computacionais (2)
10. Ter raciocínio lógico (2)
11. Saber pesquisar (11)
12. Saber sintetizar textos (2)
13. Organizar textos concisos, coerentes e claros (2)
Capacidades Sociais, Organizativas e Metodológicas
1. Ser ético (88)
2. Ter iniciativa (75)
3. Ter visão sistêmica (73)
4. Ser analítico (68)
5. Ser pró-ativo (67)
6. Ser responsável (57)
7. Manter relacionamento interpessoal com clientes internos e externos e fornecedores (45)
8. Ser observador (44)
9. Ser metódico (36)
10. Seguir procedimentos e normas (36)
11. Trabalhar em equipe (35)
12. Argumentar tecnicamente (34)
13. Prever conseqüências (33)
14. Ter consciência prevencionista, tendo em vista a segurança, saúde e o meio ambiente (32)
15. Ser organizado (31)
Conhecimentos
? Comunicação: processo; níveis de fala:
? Técnica de Intelecção de Texto: análise textual; temática; interpretativa.
? Parágrafo: estrutura interna; unidade interna; tipos.
? Descrição de: objeto; processo; ambiente.
? Dissertação: estrutura e argumentação.
? Relatório Técnico: estrutura Básica; tipos.
? Editor de Texto: características; tratamento de arquivo; ações de menu; digitação de Textos; tabelas; corretor ortográfico; impressão.
? INTERNET.
? Vírus do Computador: características; programa antivírus.

Técnicas Laboratoriais
Fundamentos Técnicos e Científicos
1. Ter domínio sobre as etapas do processo laboratorial (14)
2. Ter domínio sobre técnicas de análise. (11)
3. Ter domínio sobre técnicas de separação de misturas. (13)
4. Ter domínio sobre boas práticas de laboratório. (10)
5. Utilizar terminologia técnica, inclusive em inglês (36)
6. Ter domínio sobre fundamentos de microbiologia (tipos de microrganismos, crescimento microbiano incluindo a assepsia e a limpeza). (43)
7. Ter domínio sobre procedimentos de segurança de laboratório. (13)
8. Ter domínio sobre segurança em laboratórios químicos e microbiológicos. (2)
9. Utilizar EPI e EPC. (2)
10. Interpretar ficha de segurança de substâncias químicas (MSDS - Material Safety Data Sheet). (10)
11. Utilizar ficha de segurança de substâncias químicas (MSDS - Material Safety Data Sheet). (10)
12. Ter domínio sobre sistema internacional de medidas e seus padrões (8)
13. Ter domínio sobre medidas e suas conversões: massa, pressão, temperatura, volume e quantidade de matéria.(9)
14. Ter domínio sobre massa, pressão, temperatura, volume e densidade.(10)
15. Ter domínio sobre técnicas básicas de laboratório (pesagem, limpeza de vidraria, leitura de volume, separação de misturas, montagem de vidrarias entre outras). (2)
16. Ter domínio sobre técnicas de medição: temperatura, pressão, volume e massa.(9)
17. Ter domínio sobre equipamentos, materiais e reagentes utilizados em laboratório. (3)
18. Utilizar recursos computacionais, inclusive internet. (25)
19. 34. Ter domínio sobre tipos de vidraria, instrumentos de medição. (2)
20. Ter domínio sobre propriedades químicas e físicas dos materiais e sobre os materiais de construção de utensílios de laboratório.(2)
21. Ter domínio sobre equipamentos, materiais e reagentes utilizados em laboratório. (3)
22. Manipular reagentes e utensílios de laboratório utilizando as "boas práticas de laboratório". (2)
23. Ter domínio sobre propriedades biológicas dos insumos. (22)
24. Ter domínio sobre impactos ambientais em laboratórios e descarte de resíduos. (6)
25. Conhecer o código de ética do profissional da área de química. (4)
26. Elaborar relatórios, inclusive com recursos computacionais
27. Ter domínio sobre porcentagem
28. Ter domínio sobre técnicas de pesagem.(2)
29. Conhecer os tipos de água e de reagentes e padrões para o preparo de soluções. (2)
30. Ter domínio sobre princípios de funcionamento de equipamentos laboratoriais.
31. Ter domínio sobre operações unitárias: filtração, moagem, extração, destilação, evaporação, adsorção, absorção, secagem e cristalização etc.
32. Relacionar técnicas laboratoriais com operações unitárias utilizadas industrialmente.
33. Ter domínio sobre múltiplos e submúltiplos de unidades de medidas e suas conversões. (18)
34. Ter domínio sobre medidas de temperatura, inóculos, substrato, quantidade de oxigênio, agitação, espuma, gases de exaustão, densidade e pressão. (2)
35. Ter domínio sobre variáveis de controle de processos biológicos: temperatura, tipos de inóculos, tipos de substrato, quantidade de oxigênio, agitação, espuma, gases de exaustão, densidade e pressão. (8)
36. Ter domínio sobre variáveis de controle de processos químicos e físico-químicos: pressão, volume, temperatura, densidade, agitação e massa. (6)
37. Ler e interpretar normas, procedimentos e legislação. (3)
Capacidades Sociais, Organizativas e Metodológicas
1. Ser ético (88)
2. Ter iniciativa (75)
3. Ter visão sistêmica (73)
4. Ser analítico (68)
5. Ser pró-ativo (67)
6. Ser responsável (57)
7. Manter relacionamento interpessoal com clientes internos e externos e fornecedores (45)
8. Ser observador (44)
9. Ser metódico (36)
10. Seguir procedimentos e normas (36)
11. Trabalhar em equipe (35)
12. Argumentar tecnicamente (34)
13. Prever conseqüências (33)
14. Ter consciência prevencionista, tendo em vista a segurança, saúde e o meio ambiente (32)
15. Ser organizado (31)
Conhecimentos
? Análises Químicas e Microbiológicas; importância e aplicação.
? Ética Profissional e responsabilidade técnica.
? Segurança em laboratórios químicos e microbiológicos.
? Microscópio.
? Células vegetais e animais.
? Crescimento microbiano: associações; influências de diferentes fatores; condições ambientais.
? Processos microbiológicos: inóculo; substrato; oxigênio; agitação; temperatura; espuma e gases de exaustão.
? Pesagem: Fundamentos, balanças.
? Utensílios de laboratório: materiais de construção, vidraria, medidas de volumes.
? Limpeza de vidraria: reagentes, água e técnicas.
? Cominuição: técnicas, utensílios e aplicações.
? Misturas: definição, classificação.
? Técnicas de separação de misturas: filtração; adsorção; destilação; extração líquido-líquido; extração sólido-sólido; centrifugação; absorção; cristalização.
? Processos laboratoriais: amostragem; recepção de amostra; preparação de amostra; análise química; registros; relatórios de análise e descarte de resíduos.
? Porcentagem: definição e cálculos.

Fundamentos de Estatística
Fundamentos Técnicos e Científicos
1. Ter domínio sobre estatística básica, média, desvio padrão, mediana, moda, quartil, variância, correlação linear, teste t e F. (21)
2. Aplicar testes t e F.
3. Elaborar gráficos cartesianos inclusive com recursos computacionais. (13)
4. Ter domínio sobre exatidão, precisão, incerteza de uma medida e algarismos significativos. (10)
5. Calcular média, desvio padrão e mediana, quartil, moda e distribuição estatística. (10)
6. Utilizar planilhas eletrônicas. (4)
7. Utilizar calculadora científica. (3)
8. Aplicar estatística básica: média aritmética e ponderada, mediana, desvio-padrão, moda e amplitude. (3)
9. Ler e interpretar gráficos cartesianos, tabelas e planilhas. (4)
10. Utilizar recursos computacionais inclusive internet. (32)
11. Saber pesquisar.
12. Ter raciocínio lógico.
Capacidades Sociais, Organizativas e Metodológicas
1. Ser ético (88)
2. Ter iniciativa (75)
3. Ter visão sistêmica (73)
4. Ser analítico (68)
5. Ser pró-ativo (67)
6. Ser responsável (57)
7. Manter relacionamento interpessoal com clientes internos e externos e fornecedores (45)
8. Ser observador (44)
9. Ser metódico (36)
10. Seguir procedimentos e normas (36)
11. Trabalhar em equipe (35)
12. Argumentar tecnicamente (34)
13. Prever conseqüências (33)
14. Ter consciência prevencionista, tendo em vista a segurança, saúde e o meio ambiente (32)
15. Ser organizado (31)
Conhecimentos
? Objeto da estatística: população e amostra; amostragem.
? Dados: definição; tipos; representação;
? Medidas de tendência central: moda; média; mediana; quartil.
? Medidas de dispersão: devio-padrão; variância e intervalo interquartílico.
? Distribuição normal: propriedades da curva normal; normal reduzida e tabela normal.
? Algarismo significativo: definição; cálculo e regras de arredondamento.
? Erros: definição, dispersos e outliers; erro tipo I e tipo II
? Precisão e exatidão: definição e aplicação.
? Repetitividade e reprodutibilidade: definição e aplicação.
? Gráficos cartesianos.
? Calculadora científica: tipos, descrição e operação de comando
? Raiz Quadrada: cálculos; aplicações.
? Potenciação: cálculos ; aplicações.

Fundamentos de Química
Fundamentos Técnicos e Científicos
1. Ter domínio sobre química geral, inorgânica, físico-química (22)
2. Ter domínio sobre propriedades da matéria (8)
3. Ter domínio sobre funções químicas inorgânicas (18)
4. Ter domínio sobre nomenclatura e formulação de compostos inorgânicos (22)
5. Conhecer os processos de oxi-redução (4)
6. Ter domínio sobre preparação de padrões
7. Ter domínio sobre propriedades físicas, químicas e físico-químicas dos insumos (14)
8. Ter domínio sobre misturas, reações químicas, estequiometria, polaridade das moléculas (25)
9. Ler e interpretar fichas de segurança (MSDS ? Material Safety Data Sheet) (5)
10. Utilizar ficha de segurança de substâncias químicas (MSDS ? Material Safety Data Sheet) (6)
11. Utilizar EPI e EPC
12. Ter domínio sobre técnicas instrumentais de ensaios físicos (4)
13. Ter raciocínio lógico (2)
14. Utilizar recursos computacionais (22)
15. Ter domínio sobre técnicas de medidas de viscosidade e densidade (18)
16. Ter domínio sobre o estado de agregação da matéria e suas propriedades físicas, químicas e físico-químicas (6)
17. Ter domínio sobre termodinâmica (11)
18. Ter domínio sobre condutividade (4)
19. Ter domínio sobre turbidez (3)
20. Ter domínio sobre solubilidade e mudança de estado (6)
21. Ter domínio sobre as variáveis de controle de processos químicos e físico-químicos: condutividade e viscosidade (4)
22. Realizar cálculos estequiométricos
23. Ter domínio sobre medidas de quantidade de matéria
24. Utilizar terminologia técnica, inclusive em inglês (38)
25. Ter domínio sobre equação de 1º grau, notação científica e regra de três.
26. Pesquisar em meio físico e em meio eletrônico (3)
27. Elaborar relatórios inclusive com recursos computacionais
Capacidades Sociais, Organizativas e Metodológicas
1. Ser ético (88)
2. Ter iniciativa (75)
3. Ter visão sistêmica (73)
4. Ser analítico (68)
5. Ser pró-ativo (67)
6. Ser responsável (57)
7. Manter relacionamento interpessoal com clientes internos e externos e fornecedores (45)
8. Ser observador (44)
9. Ser metódico (36)
10. Seguir procedimentos e normas (36)
11. Trabalhar em equipe (35)
12. Argumentar tecnicamente (34)
13. Prever conseqüências (33)
14. Ter consciência prevencionista, tendo em vista a segurança, saúde e o meio ambiente (32)
15. Ser organizado (31)
Conhecimentos
? Matéria: Definição; átomo; molécula; Substância; Mistura; Estados da matéria; Transformações.
? Atomística: modelo atômico quântico; Configuração eletrônica; Classificação periódica dos elementos químicos; Ligações químicas; Forças inter-moleculares; Polaridade.
? Metais alcalinos e seus compostos: ocorrência; propriedades físicas e químicas; processo de obtenção do sódio; aplicações e segurança;
? Metais alcalinos terrosos e seus compostos: ocorrência; propriedades físicas e químicas; processo de obtenção de magnésio; aplicações e segurança.
? Calcogênios e seus compostos: ocorrência; propriedades físicas e químicas; processos de obtenção de oxigênio e enxofre; aplicações e segurança.
? Halogênios e seus compostos: ocorrência; propriedades físicas e químicas; processos de obtenção de flúor e cloro; aplicações e segurança;
? Família V e seus compostos: ocorrência; propriedades físicas e químicas; processos de obtenção do gás nitrogênio; aplicações e segurança;
? Principais metais de transição: ocorrência; propriedades físicas e químicas; processos de obtenção; aplicações e segurança.
? Alumínio: Ocorrência; propriedades físicas e químicas; processos de obtenção; aplicações e segurança; reciclagem;
? Funções Inorgânicas: ácidos; bases; sais e óxidos.
? Matéria e sua Quantificação: massa atômica; massa Molecular; Mol; massa e volume molar.
? Reações Químicas Inorgânicas: síntese (adição); decomposição (análise); deslocamento (substituição ou simples troca); dupla troca; oxi-redução; balanceamento de equação química:
? Leis Ponderais: conservação da massa; proporções; equivalentes químicos; equivalente ? grama.
? Estudo dos gases: estado gasoso; transformações gasosas; equação de Clapeyron.
? Cálculo estequiométrico: relações massa?massa e massa-volume; pureza e rendimento.
? Termodinâmica: definição; sistemas; energia calorífica; entalpia; entropia; energia livre; espontaneidade das reações.
? Ensaios Físicos: técnicas instrumentais; densidade e solubilidade.
? Razões, proporções e regra de três e Equações: de 1o grau

Química Orgânica
Capacidades Técnicas
1. Ter domínio sobre química orgânica (24)
2. Ter domínio sobre funções químicas orgânicas (16)
3. Ter domínio sobre nomenclatura e formulação de compostos orgânicos (16)
4. Utilizar ficha de segurança de substâncias químicas (MSDS ? Material Safety Data Sheet) (6)
5. Ler e interpretar ficha de segurança de substâncias químicas (MSDS ? Material Safety Data Sheet) (6)
6. Utilizar EPI e EPC
7. Pesquisar em meio físico e em meio eletrônico (2)
8. Utilizar terminologia técnica, inclusive em inglês (36)
9. Ter raciocínio lógico (2)
10. Ter domínio sobre impactos ambientais em laboratórios e descarte de resíduos (2)
11. Utilizar recursos computacionais, inclusive internet (29)
Capacidades Sociais, Organizativas e Metodológicas
1. Ser ético (88)
2. Ter iniciativa (75)
3. Ter visão sistêmica (73)
4. Ser analítico (68)
5. Ser pró-ativo (67)
6. Ser responsável (57)
7. Manter relacionamento interpessoal com clientes internos e externos e fornecedores (45)
8. Ser observador (44)
9. Ser metódico (36)
10. Seguir procedimentos e normas (36)
11. Trabalhar em equipe (35)
12. Argumentar tecnicamente (34)
13. Prever conseqüências (33)
14. Ter consciência prevencionista, tendo em vista a segurança, saúde e o meio ambiente (32)
15. Ser organizado (31)
Conhecimentos
? Química Orgânica: definição; histórico.
? Carbono: classificação; ligações químicas:
? Cadeias carbônicas: definição; classificação; compostos aromáticos.
? Funções orgânicas: definição; classificação; formulação e nomenclatura.
? Isomerias: plana e Geométrica (CIS-TRANS).
? Dados de Segurança de Compostos Orgânicos: propriedades físico-químicas; toxicidade; limite de tolerância; equipamentos de proteção individual e coletiva; reatividade; armazenamento e manejo; emergência;
? Reações de Combustão: definição; completa; incompleta; importância industrial.
? Hidrogenação: definição; catalítica; importância industrial.
? Reações de oxidação: definição; branda; enérgica; epoxidação; importância Industrial.
? Reações com Álcoois: de eliminação; de oxidação; de redução; importância Industrial.
? Reações com Ésteres: definição; classificação; hidrólise; esterificação; saponificação; importância industrial.
? Reações com compostos aromáticos: definição; halogenação; nitração; sulfonação; alquilação de Friedel-Crafts; efeito de radicais substituintes na reatividade e orientação; importância industrial.
? Reações com Epóxidos: definição; etoxilação; propoxilação; importância industrial.
? Polímeros: definição; de adição; de condensação; importância industrial.
? Resíduos orgânicos em laboratório: impactos ambientais; disposição; descarte.

Análises Químicas, Físico-Químicas e Microbiológicas
Capacidades Técnicas
1. Realizar pesquisas bibliográficas
2. Pesquisar metodologias de ensaios
3. Pesquisar produtos laboratoriais
4. Pesquisar processos laboratoriais
5. Analisar possibilidades de aplicação de metodologias de ensaios tendo em vista os recursos disponíveis
6. Realizar ensaios identificando a necessidade ou não de adequação
7. Substituir insumo e instrumentos na aplicação de metodologia de ensaio tendo em vista as condições do laboratório
8. Alterar condições para a realização do ensaio em relação a, por exemplo, temperatura, quantidade de insumo, segurança, meio ambiente e saúde ocupacional
9. Avaliar o resultado de ensaio aplicando técnicas estatísticas
10. Identificar as características de equipamentos laboratoriais
11. Identificar as características dos materiais utilizados em laboratório
12. Identificar as características e propriedades dos reagentes
13. Consultar catálogos técnicos em meio físico e/ou virtual
14. Especificar equipamentos, materiais e reagentes
15. Identificar metodologia adequada a cada tipo de amostragem
16. Identificar os indicadores necessários a uma amostragem representativa, considerando: material do recipiente, assepsia, preservação, quantidade, homogeneidade, temperatura, dimensões, volatilidade, concentração, condições climáticas, ciclo de amostragem, aparência e propriedades sensoriais
17. Identificar critérios de amostragem, considerando representatividade da amostra, segurança e saúde ocupacional e meio ambiente
18. Utilizar EPI, EPC e EPP adequados a cada tipo de amostragem.
19. Interpretar metodologias de ensaios, identificando os elementos passíveis de calibração por interferir nos resultados dos ensaios
20. Estabelecer rotinas de verificação do status de calibração de vidrarias e equipamentos de acordo com as normas técnicas pertinentes, registrando os resultados em planilhas.
21. Analisar estatisticamente os resultados de verificação do status de calibração de vidrarias e equipamentos, tendo em vista a elaboração de planos de calibração.
22. Elaborar o plano de calibração, considerando os equipamentos e vidrarias a demanda dos serviços do laboratório, o custo e o tempo necessário à calibração.
23. Realizar a estimativa de custo referente a recursos materiais e humanos necessários a determinado processo laboratorial, tendo em vista sua otimização.
24. Identificar os critérios de validação de acordo com a metodologia de ensaio aplicada.
25. Realizar ensaios de acordo com a metodologia previamente adequada, verificando a repetitividae, a reprodutividade e a especificidade do método.
26. Aplicar as etapas do processo laboratorial: amostragem, preservação de amostras, distribuição da amostra, abertura da amostra, análises químicas, físico-químicas, físicas e químico-biológicas; registros de resultados das análises com emissão de relatórios, incluindo-se neles os aspectos relativos à segurança, meio ambiente e saúde ocupacional.
27. Identificar os parâmetros necessários ao controle de qualidade e rastreabilidade, considerando as seguintes etapas:
28. Amostragem: quantidade; homogeneidade da amostra; assepsia; sanitização; intempéries; limpeza de frascos; tipos de frascos; contaminação; data e rubrica.
29. Preservação: temperatura; validade dos reagentes; luminosidade; quantidade; pH; contaminação ;data e rubrica.
30. Distribuição: quantidade; homogeneidade; tamanho da partícula; data e rubrica.
31. Abertura: Temperatura; pH; granulometria; volume; quantidade; interferentes; data e rubrica.
32. Análise: Utilização de padrões; Padronização de soluções; Calibração de instrumentos; Controle da qualidade da água; Climatização do ambiente de ensaio; Controle de qualidade de reagentes; Validade de amostra; Data e rubrica.
33. Interpretação e síntese dos resultados: Informações do relatório; Data e rubrica.
34. Avaliar os resultados obtidos na verificação do status de calibração dos equipamentos.
35. Interpretar informações técnicas de catálogos e manuais de equipamentos, tendo em vista o estabelecimento de rotinas de manutenção.
36. Estabelecer rotina de manutenção de acordo com as características dos equipamentos, considerando a relação custo-benefício.
37. Elaborar cronograma de manutenção preditiva e preventiva, tendo em vista a qualidade dos resultados laboratoriais.
38. Identificar os possíveis riscos ambientais, de saúde e segurança presentes nos ambientes de trabalho, considerando amostras coletadas, manipulação e armazenagem de substâncias e descarte de resíduos.
39. Propor medidas preventivas em relação a riscos ambientais, de saúde e segurança nos ambientes de trabalho, de legislação, considerando amostra coletada, manipulação e armazenagem de substâncias e descarte de resíduos.
40. Elaborar plano de análise, indicando equipamentos, materiais e reagentes, critérios de amostragem e preservação de amostras, metodologia, recursos humanos, parâmetros de controle e possíveis riscos ambientais, de saúde e segurança.
41. Selecionar metodologias de análise. (2)
42. Identificar os recursos materiais propostos em plano de análise.
43. Organizar as atividades do laboratório, tendo em vista a redução de custos e a otimização de tempo.
44. Aplicar normas técnicas ambientais, de saúde, segurança e de qualidade. (2)
45. Seguir o código de ética profissional.
46. Verificar o cumprimento de normas técnicas, ambientais, de segurança, de saúde e de qualidade.
47. Orientar os profissionais em relação a prazos e prioridades estabelecidos no plano de análises.
48. Verificar o cumprimento de prazos e prioridades estabelecidas no plano de análises.
49. Utilizar metodologias de análises.
50. Verificar a aplicação de metodologia e técnica de análise.
51. Verificar a utilização de normas de saúde e segurança.
52. Verificar o descarte de resíduos.
53. Avaliar os resultados das análises em função da confiabilidade metrológica.
54. Comparar os resultados das análises com padrões de referência.
55. Interpretar gráficos cartesianos.
56. Aplicar normas de qualidade para laboratório. (4)
57. Orientar os colaboradores nas diversas atividades de laboratório: uso de equipamentos, metodologias, ensaios, registros e normas.
58. Identificar as características técnicas da atividade a ser realizada.
59. Avaliar as características técnicas do profissional em função da atividade a ser realizada.
60. Aplicar normas de qualidade para laboratório.
61. Selecionar normas e ferramentas adequadas aos diferentes serviços de laboratório.
62. Selecionar normas e ferramentas aplicáveis ao sistema de qualidade.
63. Cumprir e fazer cumprir a aplicação de normas adequadas aos diferentes serviços de laboratório.
64. Cumprir e fazer cumprir a aplicação de normas e ferramentas do sistema da qualidade.
65. Elaborar documento do sistema da qualidade, utilizando recursos computacionais.
66. Elaborar relatório técnico sobre processos laboratoriais, inclusive com recursos computacionais.
67. Aplicar técnicas de amostragem.
68. Aplicar técnicas de preservação de amostras.
69. Identificar equipamentos de segurança a serem utilizados em diferentes situações.
70. Proteger a integridade da amostra
71. Rotular amostras para ensaios
72. Realizar análises químicas, físicas, físico-químicas e químico-biológicas, aplicando normas técnicas, de saúde e de segurança.
73. Avaliar condições de risco para pessoas e meio ambiente.
74. Avaliar as condições técnicas para a realização de análises.
75. Verificar status de calibração de instrumentos analíticos.
76. Analisar os resultados de verificação do status de calibração.
77. Analisar status de calibração de instrumentos analíticos.
78. Identificar necessidade de calibração ou manutenção de instrumentos analíticos, a partir da avaliação de resultados da verificação de status.
79. Identificar os insumos, as vidrarias e a instumentação adequados ao ensaio.
80. Aplicar as ?Boas Práticas de Laboratório?.
81. Identificar equipamentos e condições de segurança a serem utilizados em diferentes situações.
82. Interpretar normas e procedimentos técnicos.
83. Especificar tecnicamente reagentes, vidrarias, instrumentos e equipamentos.
84. Realizar o descarte de resíduos durante a limpeza de vidrarias, seguindo normas ambientais, de saúde e de segurança.
85. Preparar soluções de limpeza de vidrarias.
86. Aplicar técnicas de limpeza e secagem de vidrarias.
87. Utilizar EPI adequados à limpeza de vidrarias.
88. Aplicar técnicas de pesagem.
89. Calcular concentrações.
90. Avolumar soluções.
91. Padronizar soluções, utilizando padrões primários e secundários.
92. Realizar titulações.
93. Identificar as características da amostra, tendo em vista construção da curva de calibração.
94. Construir curvas de calibração.
95. Prever resultados de reações químicas utilizando o conceito de equilíbrio químico.
96. Realizar a correção e o acerto de pH da solução, sempre que necessário. (3)
97. Selecionar os reagentes e materiais adequados ao preparo de soluções, inclusive tampão.
98. Preparar soluções, inclusive tampão.
99. Utilizar EPI e EPC na preparação e padronização de soluções.
100. Registrar dados de preparação e padronização de soluções tendo em vista a rastreabilidade do ensaio,
101. Registrar os resultados das análises em planilhas, inclusive eletrônicas, tendo em vista a rastreabilidade do ensaio.
102. Avaliar os resultados de análise, comparando-os com os padrões estabelecidos.
103. Analisar a coerência dos resultados de análise tendo em vista a detecção de desvios do processo laboratorial.
104. Realizar ações corretivas a partir da avaliação dos resultados de análises, se necessário.
105. Realizar análises laboratoriais, utilizando os equipamentos e softwares adequados.
106. Elaborar documentos em editor de texto e planilhas eletrônicas.
107. Aplicar legislação ambiental relativa à disposição de resíduos.
108. Utilizar EPI e EPC na manipulação segura de resíduos.
109. Aplicar normas e legislação de segurança relativos à disposição de resíduos.
110. Identificar as diferentes fontes e tipos de contaminação de acordo com a atividade a ser realizada.
111. Selecionar a técnica adequada em função das diferentes fontes e tipos de contaminação.
112. Utilizar EPI, EPC e EPP na aplicação de técnicas de assepsia de acordo com a situação.
113. Calcular incerteza, variabilidade, desvios e médias das medidas, sempre que necessário.
Capacidades Sociais, Organizativas e Metodológicas
1. Ser ético (28)
2. Ser analítico (22)
3. Ter iniciativa (20)
4. Ser observador (19)
5. Ser pró-ativo (19)
6. Ser organizado (17)
7. Ter visão sistêmica (16)
8. Ser metódico (16)
9. Seguir procedimentos (15)
10. Trabalhar planejadamente (14)
11. Manter relacionamento interpessoal (13)
12. Prever conseqüências (12)
13. Ser responsável (12)
14. Ter empatia (11)
15. Ter consciência prevencionista em relação a meio ambiente, saúde e segurança (10)
16. Ter capacidade de síntese (10)
17. Trabalhar em equipe (8)
18. Argumentar tecnicamente (8)
19. Ter zelo (7)
20. Administrar conflitos (6)
21. Tomar decisões (5)
22. Ser cuidadoso (5)
23. Ter rigor técnico (5)
24. Manter-se atualizado (5)
25. Resolver problemas (5)
26. Ser flexível (4)
27. Saber negociar (4)
28. Ser detalhista (3)
29. Saber ouvir (3)
30. Ser crítico (3)
31. Ter raciocínio lógico matemático (2)
32. Ter liderança (2)
33. Saber delegar (2)
34. Zelar pela limpeza do ambiente (2)
35. Ter diciplina (2)
36. Saber elogiar
37. Interagir com diferentes setores da empresa
38. Consultar catálogos e manuais de equipamentos
Conhecimentos
? Amostragem: definição; planejamento; cuidados gerais; segurança; indicadores necessários para amostragem representativa; metodologia de amostragens; parâmetros de controle de qualidade e rastreabilidade referentes as amostras.
? Resíduos orgânicos e inorgânicos em laboratório: impactos ambientais; disposição; descarte.
? Soluções: definição; dispersão; classificação; solubilidade; concentração; diluição; propriedades coligativas.
? Cinética química: definição; velocidade das reações; condições para ocorrência das reações; fatores que influenciam na velocidade das reações; lei de ação das massas.
? Equilíbrio químico: definição; reações reversíveis; deslocamento; fatores que influenciam no equilíbrio; equilíbrios homogêneos; equilíbrios heterogêneos; constante de equilíbrio; equilíbrio iônico da água; solução tampão; equilíbrio de solubilidade.
? Hidrólise: definição; constante de hidrólise de ácidos e bases; efeito do íon comum;
? Análise qualitativa sistemática inorgânica: definição; ensaios preliminares; análise sistemática de cátions; reações características de identificação de ânions.
? Análises Volumétricas: definição; volumetria de neutralização; volumetria de complexação; volumetria de oxido-redução; volumetria de precipitação.
? Avaliação dos resultados: média; desvio padrão; repetitividade; reprodutibilidade.
? Verificação do status de calibração de equipamentos e vidrarias: definição; planilha; análise dos resultados; plano de calibração.
? Análises Gravimétricas: definição; formação de precipitados; tipos de precipitados; contaminação dos precipitados; regras básicas para diminuir a contaminação; operações.
? Análises Instrumentais: definição; classificação; espectrometria; cromatografia; curva de calibração; eletroanálises.
? Plano de análise: objetivo; escolha da metodologia; cronograma ; materiais e reagentes; segurança e saúde; equipamentos; preparo de soluções; preparo de amostra; procedimento; cálculos; análise e interpretação dos resultados; relatório.
? Requisitos gerais para a competência de laboratório de ensaio e calibração ISO/TEC 17025: objetivo; referências normativas; requisitos da direção; requisitos técnicos; bibliografia.
? Logaritmo: definição; cálculos, aplicações.
? Exponenciação: definição; cálculos; aplicações.
? Amostragem: coleta; procedimentos; metodologias.
? Preparação de meios de cultura: planejamento; tipos de meios de cultura; seleção do meio de cultura;
? Análises: diluições; técnica da membrana filtrante; técnica dos tubos múltiplos; pour plate; sppead plate; formação de colônias típicas; leitura dos resultados; interpretação dos resultados; elaboração de relatórios.
? Esterilização: soluções; meios de cultura; vidrarias; materiais utilizados.
? Descarte: descontaminação; destino do material utilizado.

Gestão de Pessoas
Capacidades Técnicas
1. Identificar recursos humanos necessários a determinado processo laboratorial.
2. Identificar as características do profissional necessário ao processo laboratorial a ser desenvolvido.
3. Orientar a conduta dos profissionais, de acordo com o código de ética.
4. Identificar as características técnicas e pessoais dos profissionais. (2)
5. Comparar o desempenho profissional desejado com o real. (2)
6. Identificar necessidade de capacitação.
7. Avaliar as características pessoais do profissional em função da atividade a ser realizada.
8. Atribuir responsabilidade em função da avaliação realizada.
9. Identificar os fatores motivacionais da equipe.
10. Valorizar os desempenhos favoráveis da equipe.
11. Identificar as potencialidades dos componentes da equipe de trabalho.
12. Orientar a equipe de trabalho em relação a aspectos pessoais.
13. Coordenar reuniões.
14. Realizar entrevistas.
15. Atribuir responsabilidade em função da avaliação das características técnicas e pessoais dos profissionais.
16. Identificar a comunicação não-verbal.
17. Aplicar técnicas de negociação. (2)
18. Identificar clientes internos e externos.
19. Identificar fornecedores.
20. Definir estratégia de abordagem mais adequada em função do relacionamento a ser estabelecido.
21. Identificar oportunidade de melhoria da equipe de trabalho.
Capacidades Sociais, Organizativas e Metodológicas
1. Ser ético (28)
2. Ser analítico (22)
3. Ter iniciativa (20)
4. Ser observador (19)
5. Ser pró-ativo (19)
6. Ser organizado (17)
7. Ter visão sistêmica (16)
8. Ser metódico (16)
9. Seguir procedimentos (15)
10. Trabalhar planejadamente (14)
11. Manter relacionamento interpessoal (13)
12. Prever conseqüências (12)
13. Ser responsável (12)
14. Ter empatia (11)
15. Ter consciência prevencionista em relação a meio ambiente, saúde e segurança (10)
16. Ter capacidade de síntese (10)
17. Trabalhar em equipe (8)
18. Argumentar tecnicamente (8)
19. Ter zelo (7)
20. Administrar conflitos (6)
21. Tomar decisões (5)
22. Ser cuidadoso (5)
23. Ter rigor técnico (5)
24. Manter-se atualizado (5)
25. Resolver problemas (5)
26. Ser flexível (4)
27. Saber negociar (4)
28. Ser detalhista (3)
29. Saber ouvir (3)
30. Ser crítico (3)
31. Ter raciocínio lógico matemático (2)
32. Ter liderança (2)
33. Saber delegar (2)
34. Zelar pela limpeza do ambiente (2)
35. Ter disciplina (2)
36. Saber elogiar
37. Interagir com diferentes setores da empresa
38. Consultar catálogos e manuais de equipamentos
Conhecimentos
? Visão holística e sistêmica: evolução das empresas; globalização; novas posturas profissionais:
? Comunicação: tipos; como ouvir; condução de reuniões.
? Percepção: definição e fundamentos; ilusões perceptivas; organização perceptiva.
? Diferenças Individuais: definição; preconceitos; julgamento e rotulagem de pessoas.
? Análise de Problemas e Tomada de Decisão ? APTD: técnicas para resolução de problemas; formas de administração de conflitos.
? Relação Fornecedor ? Cliente: importância; influências: clientes e fornecedores.
? Motivação: ciclo motivacional; hierarquia das necessidades humanas; fatores motivacionais.
? Técnicas de Gerenciamento: desenvolvimento de equipes; coordenação e trabalho em equipe; negociação.
? Planejamento: etapas; níveis: organização; controle.
? Liderança: percepção; diferenças individuais: desenvolvimento das características do líder; requisitos do líder.
? Avaliação de Desempenho: perfil; critérios; tipos.

Operação e Controle de Processos Químicos
Capacidades Técnicas
1. Aplicar a sequência correta de operação do equipamento.
2. Utilizar EPI, sempre que necessário.
3. Aplicar normas de segurança na operação de equipamentos.
4. Utilizar softwares dedicados à operação de equipamentos.
5. Identificar quais variáveis interferem no processo industrial da área química.
6. Avaliar a inter-relação das diferentes variáveis do processo industrial da área química.
7. Identificar variáveis críticas na partida, no condicionamento e na parada de equipamento, em diferentes processos industriais da área química.
8. Avaliar a inter-relação das diferentes variáveis de um processo industrial da área química na partida, no condicionamento e na parada.
9. Avaliar os efeitos causados por variáveis críticas do processo industrial da área química em situações de partida, condicionamento e parada.
10. Corrigir os possíveis desvios de um processo industrial da área química em situação de partida, condicionamento e parada.
11. Identificar situações de risco em relação a pessoas, instalações e meio ambiente durante a partida, o condicionamento e a parada.
12. Aplicar normas técnicas ambientais e de segurança. (2)
13. Utilizar EPI e EPC adequados para a partida, condicionamento e parada de equipamentos.
14. Identificar o princípio de funcionamento de equipamentos. (2)
15. Monitorar as variáveis dos equipamentos por meio de instrumentação específica.
16. Identificar o fluxo do processo industrial da área química.
17. Controlar o processo industrial por meio de interpretação de dados ou de análise, considerando o tempo de resposta às suas intervenções.
18. Identificar os possíveis indicadores de avarias em equipamentos, solicitando manutenção, quando necessário.
19. Selecionar os dados de operação a serem registrados em históricos do equipamento.
20. Utilizar planilha eletrônica no registro de dados de operação.
21. Ler instruções de medição em equipamentos (para pressão, temperatura, vazão, nível e densidade de corrente).
22. Aplicar normas e simbologias de instrumentos, equipamentos, tubulações e produtos de processos químicos industriais.
23. Realizar manobras rotineiras em equipamentos e plantas de processo.
24. Realizar manobras emergenciais ao identificar variáveis de processo fora de controle.
25. Aplicar normas relativas à segurança e ao meio ambiente.
26. Utilizar softwares específicos de controle de processo (2).
27. Realizar manutenções corretivas que envolvam baixo grau de responsabilidade.
28. Identificar situações que exigem manutenções corretivas de baixo grau de responsabilidade.
29. Aplicar normas de segurança ao realizar manutenções corretivas.
30. Ler e interpretar esquemas hidráulicos, pneumáticos, elétricos e lógicos, fluxogramas e gráficos.
31. Consultar catálogos e manuais.
32. Identificar EPI e EPC específicos para cada situação considerando as consequências do não uso.
33. Utilizar EPI e EPC específicos para cada situação.(2)
34. Aplicar normas de segurança, saúde, meio ambiente e qualidade na operação de equipamentos e plantas de processo.
35. Selecionar equipamentos de acordo com o processo a ser realizado ou o produto (a ser produzido).
36. Selecionar matérias- primas de acordo com a especificação do produto (a ser produzido).
37. Utilizar normas de identificação de insumos.
38. Aplicar fundamentos da eletricidade (corrente contínua e alternada, tensão, resistência e potência) na seleção de equipamentos.
39. Selecionar o procedimento operacional adequado à situação.
40. Aplicar procedimentos operacionais.
41. Analisar perigos e identificar pontos críticos de controle do processo tendo em vista a qualidade do produto e o rendimento do processo.
42. Corrigir desvios do processo, sempre que necessário.
43. Aplicar procedimentos técnicos, tendo em vista a garantia da especificação do produto.
44. Utilizar equipamentos de proteção ao produto (EPP).
45. Utilizar software dedicado ao controle do processo.
46. Realizar manobras necessárias para operacionalizar e corrigir o processo.
47. Analisar fluxogramas de processos químicos, eletroquímicos, petroquímicos, bioquímicos e físicos.
48. Analisar perigos e identificar possíveis pontos críticos de controle de processo.
49. Avaliar a inter-relação das diferentes variáveis do processo industrial da área química.
50. Selecionar as manobras mais adequadas ao controle do processo.
51. Aplicar BPF ? Boas Práticas de Fabricação.
52. Controlar as variáveis de processos biológicos.
53. Controlar as variáveis de processos químicos e físico-químicos.
54. Identificar pontos de amostragem.
55. Coletar amostras, considerando a sua representatividade, a segurança e saúde ocupacional e o meio ambiente.
56. Realizar análises químicas, físicas e instrumentais em amostras coletadas em campo.
57. Interpretar os resultados de análises realizadas em campo, visando identificar necessidades de manobras no processo.
58. Utilizar software aplicativo ao processo (2)
59. Seguir procedimento da qualidade em relação ao produto. (2)
60. Aplicar normas de qualidade, meio ambiente e segurança.
61. Realizar as ações corretivas planejadas.
62. Utilizar recursos computacionais.
63. Identificar as operações unitárias do processo. (2)
64. Identificar as etapas de um processo de produção
65. Identificar os instrumentos de medição e seus princípios de funcionamento
66. Utilizar terminologia técnica inclusive em inglês
67. Coletar amostras quando necessário, visando obter resultados de análise para controle e monitoramento do processo.
68. Avaliar a influência da variação dos parämetros de controle no processo de produção.
Capacidades Sociais, Organizativas e Metodológicas
1. Seguir procedimentos (13)
2. Ser cuidadoso (6)
3. Ter consciência prevencionista (2)
4. Resolver problemas (13)
5. Ter iniciativa (38)
6. Tomar decisões (19)
7. Ser analítico (36)
8. Ter visão sistêmica (41)
9. Ser ético (41)
10. Ser pró-ativo (35)
11. Ser responsável (30)
12. Ter zelo (2)
13. Ter auto-controle (4)
14. Ser observador (21)
15. Ter consciência prevencionista em relação à integridade das instalações e pessoas (2)
16. Trabalhar em equipe (25)
17. Ser organizado (8)
18. Ter disciplina (3)
19. Ter consciência prevencionista em relação à segurança, meio ambiente e saúde (15)
20. Ser flexível (4)
21. Saber elogiar
22. Administrar conflitos (2)
23. Saber negociar (10)
24. Ser crítico
25. Consultar catálogos e manuais de equipamentos (3)
26. Ter empatia (6)
27. Ter liderança (2)
28. Ter rigor técnico
29. Saber ouvir (2)
30. Ter capacidade de síntese (3)
31. Interagir com diferentes setores da empresa
32. Manter-se atualizado (7)
33. Ser participativo
34. Ser investigativo (2)
35. Ser detalhista (2)
36. Trabalhar planejadamente (13)
37. Ser metódico (11)
38. Manter relacionamento interpessoal (18)
39. Manter relacionamento interpessoal cliente-fornecedor (6)
40. Prever consequências (14)
41. Saber planejar
42. Ter argumentação técnica (17)
Conhecimentos
? Processos industriais: tipos; características gerais; parâmetros de processo relevantes e suas inter-relações; procedimentos operacionais de equipamentos; balanço; realização de manobras; representação.
? Controle de Processo: definição; variáveis; malhas de controle; controladores
? Tratamento de Superfícies: eletroquímica; corrosão; revestimentos metálicos; revestimentos não metálicos; eletrodeposição de metais; pré tratamentos; eletrodeposição de zinco; fosfatização; controles dos processos de eletrodeposição; cobre alcalino; cobre ácido; níquel; cromo; sistema cobre ? níquel ? cromo; tratamento de efluentes galvânicos; determinação da espessura de camada; deposição química; segurança em galvânica; Tintas e vernizes.
? Indústria do Petróleo: características; exploração; cadeia produtiva; desidratação do gás natural; craqueamento; reforma catalítica; negro de fumo; destilação do petróleo
? Indústria de alimentos, bebidas e cosméticos: características; boas práticas de fabricação; produção de concentrados; evaporação; produção de óleos; extração; processos fermentativos.
? Produção do Ácido Sulfúrico e óleum: obtenção de SO2 e SO3; processo de Contato.
? Controle de Produção: especificações; controle analítico; critérios de aprovação.
? Poluição Hídrica e Saneamento Ambiental: recursos naturais; poluição; controle de qualidade ambiental.
? Efluentes líquidos: definição; finalidades do tratamento; tipos; características.
? Processos de tratamento: principais critérios de definição; classificação; gradeamento; peneiramento; desarenação; emoção de parte gordurosa; equalização; decantação; adensamento do lodo; lodos ativados; digestão do lodo; lagoas de estabilização
? Mecânica dos fluidos: definição de fluidos; estática de fluidos; dinâmica de fluidos; movimentação de fluidos.
? Troca térmica: definição; tipos de troca térmica; trocadores de calor; balanço energético em trocadores de calor.
? Manutenções: identificação de necessidades; realização; cuidados de segurança.

Planejamento e Gestão de Processos Industriais
Capacidades Técnicas
Conhecimentos
1. Elaborar procedimentos internos a partir de normas de segurança, saúde, meio ambiente e qualidade.
2. Identificar situações de risco à integridade de pessoas, do meio ambiente e das instalações.
3. Propor ações prevencionistas tendo em vista a integridade de pessoas, do meio ambiente e das instalações.
4. Utilizar ferramentas da qualidade (exemplo: ciclo PDCA).
5. Cumprir e fazer cumprir normas técnicas, ambientais, de saúde, segurança e qualidade aplicáveis e nos diferentes processos de produção.
6. Identificar os indicadores de desempenho a serem monitorados.
7. Coletar dados do processo considerando os indicadores de desempenho selecionados.
8. Registrar os dados de processo coletados em meios informatizados ou não.
9. Avaliar a eficiência e a eficácia do processo de acordo com os indicadores de desempenho.
10. Aplicar normas técnicas
11. Selecionar equipamentos de acordo com o processo a ser realizado e/ou produto a ser produzido.
12. Identificar situações de risco em relação a pessoas, instalações e meio ambiente durante a partida, o condicionamento e a parada.
13. Identificar os possíveis indicadores de avarias em equipamentos, solicitando manutenção, quando necessário.
14. Identificar situações que exigem manutenções corretivas de baixo grau de responsabilidade.
15. Analisar perigos e identificar pontos críticos de controle do processo tendo em vista a quantidade do produto e o rendimento do processo.
16. Analisar perigos e identificar possíveis pontos críticos de controle de processo.
17. Comparar os resultados da análise da matéria-prima, com a sua especificação.
18. Aprovar a utilização da matéria-prima, quando de acordo com a especificação.
19. Aprovar a utilização da matéria-prima com as restrições, realizando os ajustes necessários no processo ou dando-lhe outro destino.
20. Reprovar a utilização da matéria-prima, quando em desacordo com as especificações, informando o fornecedor interno e externo.
21. Comparar os resultados de análise de controle do produto com suas especificações, em relação aos parâmetros estabelecidos.
22. Aprovar a liberação do produto, quando de acordo com a especificação.
23. Propor a realização de ajustes à especificação do produto, quando possível.
24. Reprovar a liberação do produto, quando em desacordo com a especificação, informando o cliente interno.
25. Identificar os indicadores de desempenho a serem monitorados.
26. Avaliar a eficiência e a eficácia do processo de acordo com os indicadores de desempenho.
27. Selecionar as etapas de produção e sua sequencia de acordo com a especificação do produto.
28. Definir rotas de produção, utilizando fluxograma de processos.
29. Elaborar fluxogramas de processos.
30. Determinar o balanço material e energético do processo (2).
31. Identificar as etapas de um processo de produção
32. Selecionar os pontos de coleta de dados do processo de produção.
33. Coletar dados de parâmetros e monitoramento do controle de processo.
34. Adequar os dados coletados do processo, sempre que necessário, tendo em vista sua comparação com parâmetros de especificação.
35. Compara os dados coletados com parâmetros de especificação e legislação.
36. Avaliar a influência dos parâmetros de controle no processo de produção.
37. Aplicar normas de qualidade, meio ambiente e segurança.
38. Estabelecer plano de ação corretiva como resultado da análise de indicadores de desempenho, sempre que necessário.
39. Estabelecer plano de ação corretiva e de contingência (emergencial e anormal) que considere os resultados disponíveis e os aspectos relativos a segurança e meio ambiente. Utilizar ferramentas da qualidade (exemplo: ciclo PDCA).
40. Analisar a qualidade do produto e o rendimento do processo, considerando os indicadores de desempenho.
41. Avaliar a qualidade do produto e o rendimento do processo, considerando os resultados obtidos a partir dos indicadores de desempenho.
42. Propor melhorias à qualidade do produto e do rendimento do processo, considerando a viabilidade técnica e econômica.
43. Propor melhorias ao processo, considerando o meio ambiente, segurança e saúde.
44. Identificar as necessidades relativas a recursos humanos, físicos e materiais para viabilizar a produção.
45. Avaliar a possibilidade de atendimento do prazo de produção do pedido.
46. Seguir procedimentos.
47. Utilizar recursos computacionais.
48. Especificar quantitativa e qualitativamente os insumos necessários ao processo (matérias-primas, utilidades, reagentes e meios de cultura).
49. Identificar as condições de transporte, recebimento e estocagem dos insumos.
50. Utilizando planilha eletrônica ao especificar insumos.
51. Identificar as operações unitárias do processo. (2)
52. Definir os equipamentos necessários ao processo.
53. Definir a movimentação do produto, considerando: embalagem, estocagem, forma de transporte, preservação, normas de segurança, saúde ocupacional e meio ambiente.
54. Identificar os possíveis pontos críticos do processo de produção. (2)
55. Avaliar a capacidade do processo de produção, considerando os pontos críticos identificados.
56. Ler e interpretar fluxogramas de processo. (2)
57. Identificar possíveis rotas alternativas de produção.
58. Avaliar as condições de segurança, saúde ocupacional e meio ambiente de uma rota alternativa.
59. Identificar riscos ambientais, de saúde ocupacional e segurança dos processos de produção.
60. Propor medidas preventivas em relação a riscos ambientes de saúde ocupacional e segurança.
61. Aplicar normas e procedimentos de segurança, saúde ocupacional e meio ambiente.
62. Identificar para o processo de produção: recursos humanos, recursos materiais, recursos físicos, estrutura de manutenção da planta, condições de movimentação dos produtos e dos insumos, aspectos relativos a segurança, meio ambiente e saúde, indicadores de qualidade e metas de produção.
63. Elaborar cronograma de produção da planta.
64. Utilizar planilha eletrônica.
65. Identificar as características técnicas e pessoais dos profissionais que atuam na atuam na planta.
66. Atribuir responsabilidades aos profissionais, considerando suas características técnicas e pessoais.
67. Analisar o cronograma proposto para a produção identificando ou não necessidades de replanejamento.
68. Propor ajustes ao cronograma de produção sempre que necessário.
69. Indicar o momento oportuno para a realização da manutenção, considerando o processo de produção.
70. Analisar o plano de manutenção proposto para o setor, considerando o processo de produção.
71. Compatibilizar o plano de manutenção proposto para o setor com o processo de produção.
72. Prover quantitativa e qualitavamente os insumos e recursos necessários ao processo de produção, tendo em vista o cumprimento do plano de produção.
73. Prover as condições de transporte, recebimento e estocagem dos insumos e produtos e resíduos gerados.
74. Prover as condições de movimentação do produto, considerando: embalagem, estocagem, forma de transporte e preservação.
75. Acompanhar a execução do plano de produção considerando indicadores de qualidade.
76. Incentivar desempenhos adequados ao cumprimento do plano de produção, considerando prazos e prioridades.
77. Utilizar terminologia técnica, inclusive em inglês.(3)
78. Propor ações corretivas ao processo de produção, sempre que necessário.
79. Seguir procedimentos e normas técnicas ambientais, de saúde, segurança e de qualidade. (2)
80. Identificar o tipo de correção necessária a matéria-prima e ou produto, considerando sua especificação, fluxo de processo de produção. (2)
81. Seguir procedimentos e normas técnicas ambientais, de saúde, segurança e de qualidade.
82. Selecionar os insumos e os equipamentos mais adequados ao processo de produção, dentre os disponíveis.
83. Definir quais características são as mais adequadas ao processo de produção.
84. Selecionar os profissionais, de acordo com as características necessárias ao processo de produção.
85. Identificar quais normas técnicas, ambientais, de saúde, segurança e qualidade são aplicáveis nos diferentes processos de produção.
86. Cumprir e fazer cumprir normas técnicas, ambientais, de saúde, segurança e qualidade aplicáveis nos diferentes processos de produção.
87. Cumprir e fazer cumprir o código de ética do Conselho Regional de Química.
88. Aplicar normas de segurança e saúde no trabalho.
89. Avaliar se os insumos (matérias-primas, utilidades, reagentes e meios de cultura) necessários do processo de produção estão adequados qualitativamente e quantitativamente.
90. Avaliar se as condições de manuseio e recebimento e estocagem dos insumos estão adequados ao processo de produção.
91. Fazer solicitação de compra de insumos, sempre que necessário.
92. Identificar as características técnicas e pessoais dos profissionais.
93. Comparar o desempenho profissional desejado com o real.
94. Identificar necessidades de capacitação.
95. Orientar os colaboradores nas diversas atividades de laboratório: uso de equipamentos, metodologias, ensaios, registros e normas.
96. Identificar as características técnicas e pessoais dos profissionais. (2)
97. Comparar o desempenho profissional desejado com o real.
98. Avaliar as características técnicas e pessoais do profissional em função da atividade a ser realizada.
99. Atribuir responsabilidade em função da avaliação realizada.
100. Identificar os fatores motivacionais da equipe.
101. Valorizar os desempenhos favoráveis da equipe.
102. Identificar oportunidades de melhoria da equipe de trabalho.
103. Identificar as potencialidades dos componentes da equipe de trabalho.
104. Orientar a equipe de trabalho em relação a aspectos técnicos e pessoais.
105. Coordenar reuniões.
106. Realizar entrevistas.
107. Atribuir responsabilidade em função da avaliação das características técnicas e pessoais dos profissionais.
108. Identificar a comunicação não-verbal.
109. Identificar clientes internos e externos.
110. Identificar fornecedores.
111. Definir a estratégia de abordagem mais adequada em função do relacionamento a ser estabelecido.
112. Elaborar relatório técnico sobre processos laboratoriais, inclusive com recursos computacionais.
113. Identificar desvios potenciais ou ocasionados pela matéria-prima, pelo produto, pela estocagem e pelo fluxo de produção. (2)
114. Especificar tecnicamente insumos.
115. Identificar quais variáveis interferem no processo industrial da área química.
Capacidades Sociais, Organizativas e Metodológicas
1. Seguir procedimentos (13)
2. Ser cuidadoso (6)
3. Ter consciência prevencionista (2)
4. Resolver problemas (13)
5. Ter iniciativa (38)
6. Tomar decisões (19)
7. Ser analítico (36)
8. Ter visão sistêmica (41)
9. Ser ético (41)
10. Ser pró-ativo (35)
11. Ser responsável (30)
12. Ter zelo (2)
13. Ter auto-controle (4)
14. Ser observador (21)
15. Ter consciência prevencionista em relação à integridade das instalações e pessoas (2)
16. Trabalhar em equipe (25)
17. Ser organizado (8)
18. Ter disciplina (3)
19. Ter consciência prevencionista em relação à segurança, meio ambiente e saúde (15)
20. Interagir com diferentes setores da empresa
21. Manter-se atualizado (7)
22. Ser participativo
23. Ser investigativo (2)
24. Ser detalhista (2)
25. Trabalhar planejadamente (13)
26. Ser metódico (11)
27. Manter relacionamento interpessoal (18)
28. Manter relacionamento interpessoal cliente-fornecedor (6)
29. Prever consequências (14)
30. Saber planejar
31. Ter argumentação técnica (17)
32. Ser flexível (4)
33. Saber negociar (10)
34. Ser crítico
35. Consultar catálogos e manuais de equipamentos (3)
36. Ter empatia (6)
37. Ter liderança (2)
38. Ter rigor técnico
39. Saber ouvir (2)
40. Ter capacidade de síntese (3)
41. Saber elogiar
42. Administrar conflitos (2)
Conhecimentos
? Planejamento de Processos: definição; estudo de tempos e métodos.
? Logística: Kanban; recebimento; estocagem; movimentação de produtos, insumos e resíduos; Just in Time ? JIT.
? Análise técnico-econômica de processos: estudo de viabilidade técnica e econômica; capacidade do processo.
? Manutenção e prevenção de falhas: definição; manutenções corretiva e preventiva; plano de manutenção.
? Qualidade total: definição; objetivos dos sistemas de qualidade; ferramentas da qualidade; normas da Qualidade Total; análise de perigos e pontos críticos de controle (APPCC).
? Meio Ambiente e Segurança do Trabalho: Normas Regulamentadoras da Segurança do Trabalho; legislação ambiental; normas OHSAS 18000 & ISO 14000; procedimentos de segurança, qualidade e meio ambiente.
? Ética Profissional: definição; código de ética do profissional de química; atribuições do profissional técnico em química.
? Gestão de Processos: definição; parâmetros; índice de eficiência.

Desenvolvimento de Produtos e Serviços
Capacidades Técnicas
1. Coletar dados técnicos para a realização de estudos preliminares de simulação de etapas de um processo
2. Selecionar os dados técnicos pertinentes aos estudos preliminares de simulação de etapas de um processo.
3. Interpretar dados de pesquisa sobre matérias-primas, meios de cultura, reagentes, utilidades, equipamentos e instrumentos, condições de saúde e segurança e de meio ambiente.
4. Identificar matéria-prima, meios de cultura, reagentes, utilidades, equipamentos e instrumentos, condições de saúde e de segurança e de meio ambiente, para simulação das etapas de um processo em escala laboratorial e em plantas piloto.
5. Avaliar preliminarmente a viabilidade técnica e o custo do desenvolvimento do produto.
6. Identificar normas técnicas, de saúde e de segurança aplicáveis à simulação das etapas do processo em escala laboratorial e em plantas piloto.
7. Reconhecer o EPI, EPP e EPC específico para cada situação, considerando as conseqüências do não uso ou do uso inadequado. (2)
8. Utilizar EPI, EPC e EPP específicos para cada situação. (2)
9. Elaborar procedimentos internos a partir de normas de segurança, saúde, meio ambiente e qualidade. (2)
10. Aplicar normas de segurança, qualidade, saúde e meio ambiente na operação de equipamentos e plantas de processo. (2)
11. Identificar os aspectos e impactos ambientais que envolvem a operação de equipamentos. (2)
12. Identificar as operações unitárias e sua seqüência, necessária à simulação do processo.
13. Executar montagens de vidrarias e de equipamentos.
14. Realizar a limpeza de vidrarias e equipamentos quando necessário.
15. Verificar as condições de montagem de vidrarias e de funcionamento dos equipamentos.
16. Operar equipamentos para simulação de processos.
17. Identificar os parâmetros das especificações e do processo em escala de laboratório e em plantas-piloto.
18. Seguir parâmetros das especificações e do processo na simulação de suas etapas.
19. Comparar os resultados obtidos com a especificação do produto.
20. Identificar as características do produto que estão fora de especificação.
21. Selecionar técnicas adequadas para a correção do produto ou do processo.
22. Aplicar técnica de correção do produto ou do processo, tendo em vista a sua especificação.
23. Identificar a alternativa mais viável de operação unitária para a simulação do processo, indicando seus pontos fortes.
24. Propor a alternativa mais viável de operação unitária para simulação do processo.
25. Calcular os balanços de massa e de energia do processo simulado.
26. Identificar os produtos e subprodutos de reação do processo simulado.
27. Calcular dados do processo real para a transferência de escala.
28. Realizar a transferência de escala do processo simulado para o real, fazendo os ajustes necessários.
29. Identificar tipos de resíduos e seus impactos em relação a periculosidade e toxicidade, características físicas, químicas e biológicas.
30. Aplicar técnicas de tratamento de resíduos visando a sua disposição.
31. Aplicar legislação ambiental relativa à disposição de resíduos.
32. Utilizar EPIs e EPCs na manipulação segura de resíduos.
33. Aplicar normas e legislação de segurança relativos à disposição de resíduos.
34. Elaborar relatório técnico sobre processos simulados em escala de laboratório e em plantas piloto.
35. Identificar clientes internos e externos.
36. Definir estratégia de abordagem mais adequada em função do relacionamento a ser estabelecido.
37. Aplicar técnicas de negociação.
38. Identificar normas técnicas específicas à aplicação de produtos e serviços.
39. Identificar as necessidades do cliente em relação a aplicação do produto.
40. Avaliar a possibilidade de adequação do produto ou serviço em relação à necessidade do cliente.
41. 41.Adequar produto e serviços às necessidades do cliente, considerando formulação, projetos de equipamentos, características do equipamento e suas aplicações, tipos de embalagem, procedimentos de uso, quantidade, condições de saúde e de segurança, impactos ambientais e requisitos da qualidade.
42. Aplicar o produto, seguindo procedimentos, tendo em vista sua aprovação pelo cliente.
43. Operar equipamentos, seguindo procedimentos, tendo em vista sua aprovação pelo cliente.
44. Utilizar softwares aplicativos na demonstração de produtos e equipamentos.
45. Selecionar os parâmetros a serem monitorados na aplicação de produtos e serviços.
46. Coletar dados referentes aos indicadores de desempenho.
47. Verificar o status de calibração de equipamentos a serem utilizados no monitoramento.
48. Analisar a qualidade do produto e o rendimento do processo, considerando os indicadores de desempenho.
49. Avaliar a qualidade do produto e o rendimento do processo, considerando os resultados obtidos dos indicadores de desempenho.
50. Propor melhorias à qualidade do produto e ao rendimento do processo, considerando viabilidade técnica e econômica.
51. Propor melhorias ao processo, considerando o meio ambiente, segurança e saúde.
52. Identificar não-conformidades na aplicação de produtos e serviços.
53. Identificar as causas da não-conformidade na aplicação de produtos e serviços.
54. 54. Propor soluções para a correção da não-conformidade na aplicação de produtos e serviços.
55. 55. Elaborar relatórios, inclusive com recursos computacionais.
Capacidades Sociais, Organizativas e Metodológicas
1. Manter-se atualizado (2)
2. Manter relacionamento interpessoal (9)
3. Ser ético (17)
4. Argumentar tecnicamente (9)
5. Ter iniciativa (17)
6. Ser responsável (15)
7. Ser analítico (11)
8. Administrar conflitos (2)
9. Saber negociar (4)
10. Resolver problemas (5)
11. Capacidade de síntese (3)
12. Ter consciência prevencionista em relação à saúde, segurança e meio ambiente. (5)
13. Ser cuidadoso (4)
14. Ter disciplina (4)
15. Seguir procedimentos (8)
16. Ter auto-controle (2)
17. Ser pró-ativo (16)
18. Ser metódico (11)
19. Ter visão sistêmica (12)
20. Ter empatia (2)
21. Ser investigativo (3)
22. Prever conseqüências (7)
23. Ser observador (5)
24. Trabalhar planejadamente (3)
25. Tomar decisões (4)
26. Ser flexível
27. Trabalhar em equipe (3)
28. Ser organizado (6)
29. Ter liderança
30. Ter equilíbrio emocional
31. Ter rigor técnico
32. Ter zelo
Conhecimentos
? Elementos da elaboração de um projeto: delimitação do problema; construção de hipóteses; variáveis Envolvidas; pesquisa bibliográfica; seleção de normas; elaboração de cronograma; execução do projeto; redação do projeto; apresentação do projeto.
? Simulação de processos: laboratorial; plantas piloto; especificações; eficiência; transferência de escala; monitoramento; avaliação de resultados.
? Resíduos do processo: legislação; tipos; impactos; normas; técnicas de tratamento/ disposição.
? Assistência Técnica: relacionamento com os clientes; produtos e serviços.
? Custos: preço de venda; amortização