Alunos do Senai-SP criam carro compartilhável para a Olimpíada do Conhecimento

A A A

Provas vão até domingo, em Brasília, no Ginásio Nilson Nelson

09/11/2016

Rosângela Gallardo, Agência Indusnet Fiesp

O projeto E.Cub, desenvolvido por oito alunos do Senai-SP, é um dos favoritos ao primeiro lugar na Categoria Desafio por Equipes, nova modalidade da Olimpíada do Conhecimento, que será realizada de 10 a 13 de novembro, das 9h às 17 horas, no Ginásio Nilson Nelson, em Brasília.

Em sua 9ª edição, o evento foi remodelado para apresentar novas competências exigidas pelo mercado de trabalho, especialmente na área industrial. Por isso as provas, que anteriormente eram centradas em uma única área, passam também a avaliar projetos em equipe, como o Carro Conceito Compartilhável, um dos sete desafios da modalidade Projeto Integrador. Além de São Paulo, participam dessa disputa os Estados do Paraná, Rio Grande do Sul, Rio Grande do Norte Espírito Santo e Minas Gerais. No geral, o evento reunirá mais de 1.200 estudantes do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai), do Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac) e de escolas técnicas públicas de todo o país.

O objetivo do carro conceito é criar uma alternativa sustentável, econômica e industrialmente viável para os problemas de engarrafamento, poluição e falta de vagas de estacionamento nas grandes cidades. A ideia, portanto, é desenvolver protótipos que possam ser soluções futuras de veículos que contemplem design diferenciado, tecnologias inovadoras, novos materiais e combustíveis não poluentes.

Foto: Divulgação/Senai
Criado em dois meses, E.Cub foi desmontado e terá que ser reconstruído em 16 horas

Todas as equipes participantes dessa disputa são formadas por oito alunos com habilidades nas áreas de Polimecânica, Usinagem CNC, Soldagem, Eletroeletrônica, Controle Industrial e Manutenção Industrial. Os times dos Estados participantes criaram o projeto e produziram o carro atendendo os seguintes pré-requisitos: orçamento máximo de R$ 50 mil; acomodação ergonômica; rápida higienização; abrigar o condutor do sol e da chuva; proteção das partes motoras; presença de itens de segurança; e sinalização.

O veículo também necessita ter quatro rodas, comprimento máximo de 2,65 metros e deve ter capacidade para transportar uma pessoa de até 90 quilos e 1,80 metros. É permitida adesivagem e colocação de acessórios. O carro tem como conceito o uso compartilhado por trechos de quilometragem e locação por meio de aplicativo.

Foto:Divulgação/Senai
Carroceria do E.Cub usa fibra de carbono, e motor é elétrico

 

Equipe paulista

A equipe de São Paulo é composta pelos alunos Danilo Moessa Rodrigues, Gabriel Marques dos Santos, Guilherme Alborghetti, Guilherme Augusto de Oliveira, Marcos Iung Thomaz de Jesus Junior, Mateus Luis França Dezidério, Otávio Jordão de Souza Barbosa e Vinicius Silva Marques, das unidades de Bauru e Lençóis Paulista. 

O carro paulista é elétrico, tem autonomia para rodar 30 quilômetros com a mesma carga e atinge a velocidade de 45 quilômetros por hora. A carroceria é feita com fibra de carbono e vidro, a porta é confeccionada em policarbonato e os faróis usam lâmpadas de LED. O carrinho, que demorou dois meses para ser concebido, foi todo desmontado para a competição e terá de ser remontado em apenas 16 horas.   

Clique aqui para saber mais sobre a categoria Carro Conceito Compartilhável.