Alunos do Senai-SP serão voluntários em transição para TV digital

A A A

Assinatura do convênio entre a instituição, a Fiesp e a Associação Brasileira de Emissoras de Rádio e Televisão ocorreu na Escola Senai Mariano Ferraz, na Vila Leopoldina, em São Paulo, na manhã desta quarta-feira (01/02)

01/02/2017

Alex de Souza, para a Agência Indusnet Fiesp

O presidente da Fiesp e do Senai-SP, Paulo Skaf, assinou, na manhã desta quarta-feira (01/02), um convênio de parceria com a Associação Brasileira de Emissoras de Rádio e Televisão (Abert) e com a Seja Digital, empresa responsável pela migração do sinal analógico para o digital em todo o Brasil. O objetivo da iniciativa é formar 75 mil alunos do Senai-SP que servirão como voluntários para orientar a população sobre a transição do sinal analógico para a tecnologia digital.

Chamada de Patrulha Digital, a ação formará alunos dos cursos de Eletrônica, Eletrotécnica, Refrigeração, Telecomunicações, Informática e Edificações. Para Skaf, o acordo de cooperação reforça os valores e o compromisso do Senai-SP com a cidadania. "O povo brasileiro é solidário e os alunos que participarem dessa ação prestarão um serviço relevante para São Paulo, mostrarão um exemplo a ser seguido por outros estados da federação", afirmou.

Foto: Ayrton Vignola/Fiesp
Skaf (ao centro) e os alunos do Senai-SP no lançamento do convênio: contribuição social

 

Walter Vicioni Gonçalves, diretor regional do Senai-SP, também ressaltou a importância do projeto e o dinamismo da instituição. “Apoiar iniciativas que estimulem o desenvolvimento humano é um privilégio”, disse. “Nossos docentes e alunos são diligentes e sabem fazer bem feito, não apenas dentro da sala de aula. Eles fazem a diferença na sociedade”.

De acordo com a Seja Digital, serão distribuídos 1,8 milhão de kits com conversores, cabos e antena. O prazo para que o sinal analógico de televisão seja desligado na capital e seu entorno é o dia 29 de março. Para o diretor geral da empresa, Antonio Carlos Martelletto, a atuação dos alunos do Senai-SP será fundamental para o sucesso dessa iniciativa de inclusão social. "Este momento é um marco para a história da tevê no Brasil, que neste primeiro momento beneficiará a população da região metropolitana de São Paulo".

Também presente à solenidade, o presidente da Abert, Paulo Camargo, afirmou estar bastante satisfeito com a parceria. "É gratificante contar com o Senai-SP neste projeto tão importante, que vai melhorar a comunicação social e o modo de ver tevê no Brasil".