“Não inauguro bustos, construo escolas”, diz Skaf no Senai de Votuporanga

A A A

Presidente da Fiesp, do Sesi-SP e do Senai-SP também participa de eventos em Catanduva e São José do Rio Preto

14/08/2017

Agência Indusnet Fiesp

Votuporanga conheceu nesta sexta-feira (11 de agosto) a nova escola do Senai-SP na cidade. Ao apresentar as novas instalações, que tiveram investimento de R$ 28,1 milhões, Paulo Skaf, presidente da Fiesp, do Sesi-SP e do Senai-SP, destacou que são “um verdadeiro centro de inovação e tecnologia”. Seus laboratórios e equipamentos são os melhores do mundo, afirmou. “Não inauguro bustos, construo escolas”, disse Skaf.

Em terreno de 15.200 metros quadrados, o novo prédio tem 8.000 metros quadrados de área construída e foi projetado para oferecer dezenas de cursos nas modalidades de Aprendizagem Industrial, Formação Inicial e Continuada e Técnico. A escola tem oito salas de aula, três laboratórios de informática e um auditório com 118 lugares.

Sesi de Rio Preto

Skaf também participou da inauguração da Escola Sesi Yolanda C. Bassitt, de São José do Rio Preto, no sábado (12 de agosto). A escola tem 11.500 metros quadrados de área construída, em terreno de 44.600 metros quadrados, e recebeu investimento de R$ 46 milhões.

A escola tem uma equipe supercampeã de robótica, a Sesi Robotic Generation, que neste ano disputou o FLL Open European Championship, em maio, na Dinamarca. Em 2016 participou de outra competição internacional, o Philippine Islands Invitation, e ficou em primeiro lugar na categoria Estratégia e Inovação.

O ano de ouro do time foi 2015, quando os alunos foram campeões da etapa estadual e conquistaram o prêmio de Processo de Pesquisa no torneio nacional. Também se sagraram campeões gerais do Asia Pacific Open, disputado em julho, na Austrália. Além disso, a equipe é presença constante nas finais estaduais e nacionais.

A escola oferece Ensino Fundamental em tempo integral do 1° ao 5º ano, o que permite que os alunos permaneçam nos períodos da manhã e tarde na escola realizando vivências de esporte, arte, cultura e tecnologia, além das refeições diárias compostas de café da manhã, almoço e lanche da tarde. Dos 1.134 estudantes atendidos, 861 estão no Ensino Fundamental e 273 no Ensino Médio.

Também no sábado, Skaf participou da abertura do Festival de Natação do Sesi de Rio Preto, com a participação de 240 atletas, e assinou convênios do Programa Sesi Atleta do Futuro na região. A parceria com a Casa de Eurípedes e Serralheria Ferraço atenderá 180 alunos nas modalidades futsal e voleibol. Com a prefeitura municipal de Adolfo e Bebidas Poty Ltda, a renovação do convênio prevê o atendimento de 160 crianças e adolescentes também nas modalidades futsal e voleibol. Em Mendonça, o convênio com a prefeitura municipal atenderá 240 alunos nas modalidades futebol, futsal, natação e voleibol.

Criado para estimular a prática esportiva e a cidadania, o programa Sesi-SP Atleta do Futuro está presente em 201 municípios e contempla 84 mil participantes entre 6 e 17 anos. Toda a metodologia foi desenvolvida pelo Sesi-SP e além da prática esportiva, os alunos recebem orientação em temas transversais como saúde, trabalho, consumo consciente, meio ambiente e pluralidade cultural, entre outros. Todos os profissionais envolvidos passam por capacitações, e os alunos têm acesso a todos os materiais necessários para a prática de diferentes modalidades de esporte. Simultaneamente são difundidos valores como ética, superação, autoestima e socialização, com o intuito de ajudar o aluno a se desenvolver de modo pleno.

Foto: Ayrton Vignola/Fiesp
Paulo Skaf com alunos do Senai de Votuporanga, que ganhou nova escola

Sistema Sesi-SP de Ensino

Em Catanduva, Skaf e o prefeito do município, Afonso Machione, assinaram termo de ratificação do contrato do Sistema Sesi-SP de Ensino com o município, acordo que foi firmado em fevereiro deste ano e que beneficiará 8.147 crianças e jovens. É uma metodologia pedagógica criada pela instituição e aplicada a cada ano a 149.642 alunos da rede, do Infantil ao final do Ensino Médio. Criado em 2008, o Sistema Sesi-SP de Ensino considera os alunos figuras em processo de desenvolvimento em todas as suas dimensões: desde o básico, ou seja, do ponto de vista biológico, até sob o aspecto da socialização.