UpLab: incubadora do Senai-SP prepara empresas e abre as portas para o mercado em São Caetano do Sul

A A A

Projeto teve início em agosto de 2017 e será estendido para outras unidades da rede a partir de 2018

01/12/2017

Isabela Barros, Agência Indusnet Fiesp

Incubadoras de empresas existem muitas. De todos os tipos. Mas incubadora na qual o canal com a indústria está sempre aberto e onde é possível desenvolver o negócio a partir de uma infraestrutura completa à disposição dos empresários só no Senai-SP. É assim no UpLab, espaço de inovação e empreendedorismo instalado na escola Senai Armando de Arruda Pereira, em São Caetano do Sul, na Grande São Paulo.  A iniciativa teve início em agosto de 2017 e conta hoje com duas empresas que desenvolvem os seus produtos e modelos de negócios na unidade.

“São projetos de negócios voltados para a indústria, um trabalho com viés de aceleração”, explica o supervisor de Inovação do Senai – SP, Carlos Coelho. “Questionamos todos os pontos dos projetos das empresas, em seis meses é estabelecido um modelo de negócios e definido um produto”.

Após esse prazo, as empresas podem ficar até dois anos tendo o suporte do Senai-SP. “Pode ser um tempo para ganhar mercado, vender, fazer networking”, diz Coelho.

Segundo ele, o Senai-SP “abre portas”. “Os empresários contam com a experiência dos profissionais da instituição em gestão, design, tecnologia”, conta. “Além de usar toda a nossa infraestrutura de laboratórios e máquinas para desenvolver seus produtos: temos um playground caprichado à disposição”.

Foto: Divulgação
O UpLab em São Caetano do Sul: espaço de empreendedorismo e inovação 

Isso com direito à fabricação do primeiro lote de produtos da empresa na própria escola do Senai-SP. “Depois a empresa paga um pequeno percentual sobre as vendas desses produtos, quando começar a vender”.

Em breve, a incubadora terá mais empreendedores em suas instalações. Os 15 mais bem classificados do Acelera, concurso de empreendedorismo da Fiesp, serão convidados a receber suporte por quatro meses no local.

No futuro, está prevista a ampliação do projeto UpLab para outras unidades do Senai-SP. E a oferta de atendimento virtual para interessados que moram longe da Grande São Paulo.

Totalmente conectados

Trabalhando ao lado dos empreendedores em São Caetano do Sul, o especialista técnico do Senai-SP Paulo Inoue explica que, na incubadora, a conexão dos participantes do Uplab com as empresas já estabelecidas no mercado é um dos pontos fortes do trabalho. “Eles estão totalmente conectados conosco e recebem todo o suporte para fechar negócios com as indústrias da região”, diz.

De acordo com ele, outro diferencial do trabalho de incubação oferecido é a qualidade dos laboratórios da escola. “Outras incubadoras não conseguem oferecer infraestrutura igual para que eles desenvolvam seus produtos”.

Diante desse ambiente de apoio à inovação, um dos empresários participantes do UpLab, Elias Aoad Neto, se diz apoiado para desenvolver seu negócio e se relacionar com a indústria. “Ter o carimbo do Senai-SP faz toda a diferença”, afirma. “Essa divulgação do nosso produto é muito importante para entrar no mercado”.

A empresa de Neto é a AutomatSmart, de desenvolvimento de soluções de gestão de manutenção industrial a partir de inteligência artificial. Ou seja, faz a análise da manutenção com foco na redução de custos e aumento da produtividade de modo diferenciado, já atraindo a atenção do mercado. “Uma empresa grande de manutenção industrial procurava exatamente uma solução com inteligência artificial e já entrou em contato conosco”, diz Inoue.