• Cursos
  • Escolas
  • Site
  • Aprendizagem Industrial
  • Cursos Livres
  • Cursos Tecnicos
  • Faculdade
  • Pós-Graduação
  • Capital
  • Grande São Paulo
  • Interior

Senai-SP conquista 6 medalhas na WorldSkills

A A A

Paulistas voltam de Kazan, na Rússia, com duas medalhas de ouro, três de prata e uma de bronze, além de nove certificados de excelência na maior competição de profissões do mundo, a WorldSkills. O aluno Leonardo Camargo de Souza, do Senai Araraquara, foi o brasileiro com maior pontuação no torneio

27/08/2019

Alunos do Senai-SP subiram seis vezes ao pódio da WorldSkills 2019, disputada em Kazan, na Rússia. A cerimônia de premiação desta terça-feira (27/8) revelou os melhores do mundo, entre 1.354 competidores de todos os continentes. Das 13 medalhas conquistadas pela delegação brasileira, quase metade é dos alunos do Senai-SP. O aluno Leonardo Camargo de Souza, do Senai Araraquara, foi o melhor brasileiro na classificação geral da competição, conquistando o terceiro lugar geral entre todos os competidores do mundo.

Leonardo também levou o ouro em sua modalidade, Desenho Mecânico em CAD. Paulo Vitor Fratta, do Senai Ipiranga – Automobilística, garantiu o segundo ouro do Senai-SP e do Brasil, na modalidade Manutenção de Veículos Pesados.

As medalhas de prata do Senai-SP foram conquistadas por: Gabriella Louise dos Santos Silva (Senai Brás – Têxtil), Tecnologia da Moda; Leonardo Eleuterio Escola (Senai Bauru), Tornearia CNC; e Vitor Galdino Santos (Senai Brás – Roberto Simonsen), Engenharia de Moldes para Polímeros. E do Senai Bauru veio a medalha de bronze, na modalidade Aplicação de Revestimento Cerâmico, com Lucas Giovani Gomes.

Em relação à última edição do torneio, o Senai-SP aumentou sua participação. Em Abu Dhabi, em 2017, a delegação paulista ganhou cinco medalhas, que representaram um terço do total conquistado pelo Brasil. Este ano, além de obter um ouro a mais, quase metade das medalhas do Brasil são dos competidores do Senai-SP.

Na colocação geral do torneio, a China foi o grande vencedor, com os anfitriões russos em segundo lugar. O Brasil se mantém na elite da educação profissional e alcançou a terceira colocação no ranking geral da competição, à frente de países como Coreia do Sul, Alemanha, Japão e EUA. A delegação brasileira conquistou 13 medalhas e 28 certificados de excelência profissional. Foram duas medalhas de ouro, cinco de prata e seis de bronze.

O competidor do Senai-SP Leonardo Camargo de Souza, do Senai Araraquara, foi o brasileiro com maior pontuação no torneio e conquistou o ouro em sua modalidade, Desenho Mecânico em CAD. Foto: José Paulo Lacerda/CNI