• Cursos
  • Escolas
  • Site
  • Aprendizagem Industrial
  • Cursos Livres
  • Cursos Tecnicos
  • Faculdade
  • Pós-Graduação
  • Capital
  • Grande São Paulo
  • Interior

A procura por cursos do SENAI-SP mais que dobra de 2019 para 2020

A A A

Matrículas em cursos técnicos pagos aumentaram em 328% e, nos cursos rápidos gratuitos, cerca de 170%

21/12/2020

Em um comparativo entre os períodos de março a agosto de 2019 e de 2020, o SENAI-SP concluiu que tanto os cursos rápidos gratuitos, quanto os cursos técnicos pagos, tiveram substancial crescimento - os números dobraram e, em certos casos, aumentaram em até quatro vezes. Nos cursos gratuitos, houve um aumento de 170% e nos técnicos pagos, de 328%. 

Durante a pandemia, os cursos mais pesquisados pelas pessoas, que buscaram se especializar de forma mais rápida e gratuita, foram:  Excel Básico, com mais de 53 mil matrículas, seguido por Indústria 4.0, com mais de 45 mil, Segurança no Trabalho, cerca de 44 mil, e Economia Circular, com mais de 30 mil. Os cursos de Excel e Economia Circular são novos, o que demonstra o alinhamento do SENAI-SP à demanda atual do público e do mercado, respondendo rapidamente a uma recente necessidade.

Entre os cursos que já estavam disponíveis no SENAI-SP, em 2019, destacamos a Lógica de Programação, que, neste ano, obteve 285% de aumento de procura em relação ao ano anterior.  

Já nos cursos técnicos pagos, o primeiro lugar ficou com o de Informática para Internet, com mais de 1,8 mil inscritos, o que representa 55% do total dos matriculados dos oito principais cursos ofertados. O curso foi inserido na grade mediante à crescente demanda da indústria.  

Outro curso que apresentou alta de 458% nas matrículas foi o de Logística e o de Redes e Computadores também obteve destaque com um aumento de 200% no número de matriculados. 

Vale destacar também o crescimento na taxa de conclusão de alguns cursos, como Desvendando a Blockchain e Desvendando a Indústria 4.0 que apresentaram um aumento de 18% e 25%, respectivamente, na comparação entre 2019 e 2020. Um retrato de como os temas tecnológicos estão avançando na indústria e como se adaptaram ao período de ensino à distância, durante a pandemia.