• Cursos
  • Escolas
  • Site
  • Aprendizagem Industrial
  • Cursos Livres
  • Cursos Tecnicos
  • Faculdade
  • Pós-Graduação
  • Capital
  • Grande São Paulo
  • Interior

SENAI-SP apresenta projetos de sucesso em Eficiência Energética

A A A

Institutos SENAI de Tecnologia contribuem para o avanço da indústria apresentando soluções de redução e gestão de consumo de energia

20/05/2021

Com o aumento da conscientização sobre crescimento sustentável e importância de criar energias renováveis, o tema eficiência energética passou a ser pauta obrigatória no meio empresarial. 

Além do impacto ambiental, os consumidores devem enfrentar um novo desafio: o aumento do custo. Segundo a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), a tarifa de transmissão de energia para o ciclo 2020-2021 sofrerá elevação de 26,6%.  

Mais do que nunca, é preciso produzir mais gastando menos energia, já que, atualmente, a energia corresponde a uma das principais despesas de uma organização. 

O SENAI-SP ciente da importância da redução do consumo de energia elétrica no Brasil, selecionou cases de sucesso dos Institutos SENAI de Tecnologia, que apoiam medidas de eficiência energética para pequenas, médias e grandes empresas, mantendo-as atualizadas tecnologicamente e a fortalecendo sua presença no mercado. Confira! 

Energia das Coisas - Controle de energia

Controlar o consumo de energia nunca foi tão fácil. Seja em residências ou empresas, o Energia das Coisas, da empresa HomeCarbon, é um aplicativo que monitora o consumo de energia em tempo real, facilitando o gerenciamento e evitando desperdícios. Por meio de um monitor, o serviço detecta os aparelhos identificando seus sinais elétricos específicos. Os dados são analisados na nuvem, deixando o aplicativo mais leve e rápido.  

O sistema inteligente encontra os padrões de cada consumidor individualmente. As informações são enviadas em tempo real pela rede, permitindo o monitoramento a qualquer hora e em qualquer lugar.                  

O SENAI-SP atuou por meio de consultoria pelo programa SEBRATEC, que é uma parceria entre a instituição e o Sebrae, para oferecer consultorias tecnológicas para micro e pequenas empresas dos setores de indústria, comércio e serviços.     

A equipe do Instituto SENAI de Tecnologia da Informação e Comunicação foi responsável por viabilizar os ganhos do Energia das Coisas, implementando estratégias para deixar o produto mais escalável consumindo menos recursos. Saiba mais aqui! 


ALBAN – Redução de 32% no consumo de energia elétrica 

A empresa ALBAN, com sede na cidade de Guarulhos - SP, é referência na indústria de produção de material plástico biodegradável e um case de sucesso quando o assunto é eficiência energética. 

Em 2020, através do Programa Indústria Paulista Mais Competitiva, o Instituto de Tecnologia de Energia do SENAI-SP, localizado na unidade Aclimação, realizou um diagnóstico com objetivo de reduzir consumo de energia elétrica nas instalações da empresa.  Por meio de análise, foram identificados vários pontos de vazamento e transformadores que eram desnecessários para o funcionamento total do piso fabril. 

 A ideia inicial era conseguir uma economia de 10%, porém ao final do programa, a ALBAN alcançou a expressiva marca 32,1% de redução em energia elétrica  

Quer saber mais? Clique aqui e confira o vídeo sobre o caso.  

 

CUBi ENERGIA – software de consumo de monitoramento  

O Edital SENAI SESI de Inovação para a Indústria financia o desenvolvimento de produtos, processos e serviços com a finalidade de estimular o desenvolvimento de soluções inovadoras para a indústria brasileira. 

Uma das contempladas do edital foi a startup CUBi. O principal o objetivo era democratizar o acesso à gestão de energia na indústria e alavancar oportunidades deficiência energética.  

O projeto foi realizado em parceria com os Institutos SENAI de Tecnologia em Energia, Informática e Comunicação e tinha como base elevar sua plataforma de aquisição, gestão de dados de consumo elétrico desagregado e de baixo custo ao nível de um produto comercializável. 

Em dois anos de trabalho, foi possível desenvolver um hardware de baixo custo com produção em escala, um software robusto, de fácil utilização e algoritmos para auxiliar gestores de energia a identificarem oportunidades de eficiência. 

Para conferir como foi essa parceria, veja o vídeo de fechamento!